terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Confraternização Conexões 2016

Painel comemorativo  Conexões 10 anos

Parte da equipe conexista prestigiando  a comemoração

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Programa Conexões de Saberes leva oportunidade para alunos privados de liberdade





O Programa Conexões de Saberes, por meio do Projeto Pré-Enem Comunitário da UFAL, vem, desde o dia 16 de novembro deste ano, realizando atividades educacionais no sistema prisional, assim como nas unidades de internação de adolescentes em conflito com a lei de Maceió. As aulas são direcionadas em forma de revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade – ENEM-PPL
A atividade é voltada para dois públicos: Um grupo de “socioeducandos”, ou seja, adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas, três vezes por semana em cada uma das unidades assistidas. São elas: Unidade de Internação Masculina Extensão II – UIME II (Kerigma); Unidade de Internação Masculina Extensão III - UIME III; Unidade de Internação Feminina – UIF; e na Superintendência de Medidas Socioeducativas – SUMESE, esta última vinculada à Secretaria Estadual de Prevenção à Violência – SEPREV/AL. O segundo grupo é o de “reeducandos” do Sistema Prisional alagoano, mais especificamente na Unidade Prisional Núcleo Ressocializador da Capital (masculino) e na Unidade Prisional Santa Luzia (feminino), ambas situadas na capital Maceió e vinculadas a Secretaria Estadual de Ressocialização SERIS/AL, estes já atendidos pelo Pré-Enem no ano de 2015.
Está previsto ainda a realização de dois “aulões”. Ambos serão realizados em parceria com a Secretaria Estadual de Educação – SEDUC/AL, através da Escola Estadual Educador Paulo Jorge dos Santos Rodrigues coordenada pela 13ª Gerencia Regional de Ensino, nos dias um e dois de dezembro de 2016. O primeiro para os socioeducandos e o segundo para os reeducandos. Em paralelo a estes aulões, será aplicado um simulado produzido pelo projeto.
A execução da ação é realizada com a parceria da SEPREV/AL, através da supervisão de educação da SUMESE, responsável pela infraestrutura (impressão, transporte e recursos audiovisuais); da SERIS/AL, através da Gerência de Educação do Sistema Prisional, responsável pela infraestrutura (impressão, transporte e recursos audiovisuais); da SEDUC/AL, através da Escola Estadual Paulo Jorge e da 13ª GERE, responsáveis pela articulação e suporte pedagógico (impressão, disponibilidade de recursos audiovisuais e confecção de camisas); e da UFAL, através da PROEX e do Programa Conexões de Saberes, responsável pela disponibilidade da equipe de monitores e tutores, organizando o cronograma de aulas. Esta equipe atuou durante todo o ano letivo em aulas preparatórias para o ENEM nas dependências da UFAL.
O projeto Pré-Enem Comunitário que compõe o Programa Conexões de Saberes da UFAL, atua na promoção da inserção de jovens de origem popular no ensino superior desde o ano de 2006 (ano de implantação). Até o ano de 2014 colaborou na aprovação de mais de mil alunos somente na UFAL. “Este ano o Programa completa dez anos de existência e tenho a certeza que ainda temos muito a contribuir com a sociedade alagoana, principalmente continuar atendendo aos estudantes de origem popular que objetivam ingressar no Ensino Superior.” Afirmou Janda Alencar, coordenadora do Programa.


Valter Ferreira - Jornalista





terça-feira, 29 de novembro de 2016

Conexões faz atividades com Socioeducandos

Profº Silas de Geografia  ministrando aulas para reeducandos



Ascom Seprev


Adolescentes que cumprem medidas socioeducativas nas Unidades de Internação, ligadas à Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), estão recebendo preparatório especial para o Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade, o Enem PPL.


Os socioeducandos têm aulas com conteúdos específicos para o exame, que será aplicado nos dias 6 e 7 de dezembro. A iniciativa do preparatório partiu da direção da Escola Estadual Paulo Jorge, que atende as unidades de internação. A escola convidou o programa Conexão de Saberes da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) para desenvolver o projeto dentro das unidades socioeducativas.


Para a adolescente L.S.S, de 16 anos, o projeto é uma oportunidade de se dedicar aos estudos de forma mais aprofundada. “É de grande importância para nós, pois lá fora não dávamos o devido valor. Hoje, enxergamos os estudos como um meio de mudar a vida. Espero, de verdade, passar. Caso não passe, com certeza vou querer terminar meus estudos quando voltar para casa”, disse a socioeducanda.


De acordo com o professor de Geografia do Conexão de Saberes da Ufal, Silas Carvalho, o programa busca desenvolver o lado social e educativo das pessoas privadas de liberdade, dando a elas a oportunidade de vislumbrar uma nova realidade. “É necessário que eles tenham acesso aos mesmos assuntos ofertados para os demais alunos. Sem dúvida, esta é uma excelente forma de inclusão”, destacou Silas.


O Enem PPL é ofertado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e destinado para os reeducandos e socioeducandos privados de liberdade em todo o país. Em Alagoas, 51 adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas irão realizar as provas do exame nos próximos dias 6 e 7 de dezembro.